Cá como lá

Ao ver hoje o aparato em torno do novo presidente hereditário do país vizinho, e ao ouvir António de Souza-Cardoso a comentar a coisa na RTP, lembrei-me de uma célebre reunião de Reais Associações, em Prime, na qual estive presente. Agora que se reacende um pouco o debate sobre a nova Direita marxista em Portugal - livre que está das perigosíssimas (!) amarras do ancien regime - recordo, com alguma amargura, aquele encontro que se realizou há já perto de dez anos. Não fosse o mesmo António de Souza-Cardoso a pôr cobro à situação e as insinuações insultuosas de "nazis" que me dirigiram a mim e a uns amigos que acompanhava teriam continuado desmedidamente. O crime que nos fez merecer a etiquetagem foi uma referência inocente ao Integralismo Lusitano... Momento triste, degradante, que me consolidou a convicção de que o que destruiu a monarquia das Espanhas é precisamente o que nos impede de ter a nossa em Portugal.

publicado por Afonso Miguel às 20:31 | link do post | comentar