Canal 18

Não é difícil perceber a questão em torno da professora que falava de sexo e intimidava os alunos mais "certinhos" nas suas aulas de história. O Bloco de Esquerda e o PS afirmaram hoje em uníssono na Assembleia da República que a conduta da senhora é reprovável e que esta deve ser punida, não sendo contudo admissível que o CDS venha tirar ilações políticas do caso. E não era de esperar outra coisa: com a livre distribuição de preservativos nas escolas públicas e a educação sexual na calha, não admira que os defensores da promoção ideológica da promiscuidade não gostem de ver escarrapachado na televisão um ponto percentual que seja do que vai ser a realidade escolar depois dessas medidas serem aprovadas. Cheira tanto a depravação, que a extrema-esquerda teme que o fedor incomode a populaça e a faça prever o canal 18 em que certas salas se vão transformar. É que daqui até termos aulas práticas ou com simples visionamento de material pornográfico, vai um pulo de uma ou duas legislaturas.

tags:
publicado por Afonso Miguel às 22:28 | link do post | comentar