Chocante

O mui chocante Schönborn ficou "chocado" por mais de 300 padres austríacos terem aderido a uma "Conclamação à Desobediência", em linha com a defesa do fim do celibato sacerdotal, a admissão de mulheres às Ordens, a livre comunhão para todos e a protestantização da Missa, entre outras doenças mentais. Acontece que um cardeal outrora respeitado mas que defende hoje, publicamente, o divórcio e a revisão da questão do celibato, não pode vir arvorar-se em paladino da obediência ao Papa. O senhor Dom José Policarpo, por exemplo, outro arauto da comunhão plena com o Santo Padre, certamente também ficaria chocadíssimo com atitude semelhante por parte do clero português, não tanto pelos objectivos da iniciativa mas pela ruína das aparências. As boas relações institucionais com Roma, ainda que minadas por uma desobediência prática na pastoral, são coisa que nenhuma conferência episcopal pode perder, e talvez seja apenas isso que move o prelado austríaco no choque...

tags:
publicado por Afonso Miguel às 17:52 | link do post | comentar