Dos tolos apressadinhos [II] - uma última nota em jeito de súmula

Os monárquicos portugueses são uns mendigos esfomeados que se rendem a qualquer pão que lhes calhe na boca e saboreiam-no como se fosse caviar. Pior palhaçada que a do acto em si (a questão sobre o regime é muito séria para brincadeiras), são as reacções laudatórias das nossas pobres hostes reais (incluindo a de D. Duarte), típicas de quem não vê um prato de comida há anos sem fim. Fazem jus a boa parte da nossa Direita, que bate palmas a qualquer baboseira do Portas.

publicado por Afonso Miguel às 00:06 | link do post | comentar