Entre Sampaio e Cavaco, venha o diabo...

Andam para aí muito escandalizados a perguntar por que razão Cavaco Silva não faz nada em relação ao "caso Freeport". Chegam mesmo a comparar a situação com a de Pedro Santa Lopes, quando Jorge Sampaio decidiu dissolver a Assembleia da República e convocar eleições antecipadas. Mas esquecem-se do essencial! Na altura, quando Durão Barroso zarpou para as europas, o PR olhou para a situação e viu uma oportunidade excelente de mudar o estado de sítio em que se encontrava o Partido Socialista. Deu quatro meses de santanismo para que Ferro Rodrigues abandonasse a secretaria do PS e Sócrates pusesse o partido a mexer, alinhado e com o único objectivo de conquistar o poder e os tachos que lhe estão anexados. Passado o tempo regulamentar, depois do actual PM ter convencido os meninos do Rato de que era possível agarrar os lugares com uma maioria absoluta, o PR chutou Santana Lopes e abriu caminho à vitória final. Hoje, o que acontece é muito diferente: Cavaco não se importava nada de mandar Ferreira Leite às couves, mas ser o desmancha-prazeres de Sócrates não está minimamente nos seus planos...
tags:
publicado por Afonso Miguel às 21:59 | link do post | comentar