Não há um bispo católico nesta terra?


O bispo do Porto deixou de ter capacidade para nos surpreender. D. Manuel Clemente foi em tempos tido como o prelado mais ortodoxo da Igreja portuguesa, mas ultimamente limita-se a confirmar o que de pior existe no nosso episcopado. No início do ano colocou-se ao lado de D. Ilídio sobre o preservativo e o divórcio. Agora, vem defender o referendo ao emparelhamento legal de homossexuais.


 


A estratégia é simples, embora simplista: se estivéssemos na iminência de um referendo, dizia que há valores que não podem ser referendados; enfrentando a certeza da aprovação da alteração legislativa no Parlamento, o povo passa a ser quem mais ordena. Dirão que se trata de encontrar respostas à altura das situações. Eu acho que não passa de incoerência. É que, neste aspecto, até a Ferreira Leite consegue ser melhor: não fala sequer de coisas que não existem.


 


E o Papa aí a chegar...

publicado por Afonso Miguel às 14:34 | link do post | comentar