Os "nazis"


Ao ler este texto de Mons. Williamson sobre o filme "Música no Coração" não posso deixar de sentir que, independentemente de qualquer posição do prelado acerca do nacional-socialismo, acabou por escrever uma boa paródia sobre o drama em que os tradicionalistas vivem. Nós, os "nazis" da praça, que defendem coisas tão simples como a ordem e a disciplina naturais, perfeitamente caricaturados num filme que tem pouco de ingénuo. A noviça, de aspecto modernista e atitude rebelde, toma uma posição muito clara contra a ordem e a disciplina da família e salva as crianças dos valores metaforizados na tirania barbara dos niilistas. Uma contradição pegada, claro está, mas que serve o propósito. No fundo, uma Igreja protestantizada rendida ao espírito do mundo, personificada numa Maria von Trapp ao estilo CVII.

publicado por Afonso Miguel às 15:34 | link do post | comentar