Progressos civilizacionais

Brilhante post de Filipe Nunes Vicente, publicado no Mar Salgado, que descreve sucintamente a aberrante visão do progresso civilizacional do mundo moderno:


 


O Max foi viver com o João. Adoptaram uma criança, o Martim, com um ano de idade. Passado um par de anos, o Max conheceu o Tiago e deixou o João. Divorciaram-se e escolheram a guarda conjunta do pequeno Martim. Entretanto o João arranjou a sua vida e casou-se com o Pierre.

Hoje em dia, o pequeno Martim divide o seu tempo entre a casa do Max e do Tiago e a do João e do Pierre. Tem quatro pais ( dois adoptivos e dois padrastos) e nenhuma mãe.

Esta situação é , para alguns, sinónimo de "progresso civilizacional".


 


É ideologia progressista no seu melhor.

tags:
publicado por Afonso Miguel às 01:46 | link do post | comentar