SIS e extrema-esquerda

O engraçado na notícia do DN sobre o relatório do SIS, que dá conta de um aumento da actividade da extrema-esquerda em Portugal, é que relaciona os Hammerskins portugueses com o PNR, mas não liga os RedSkins ao PCP nem os anarquista e libertários aos BE. Aliás, relativamente aos RedSkins, o nome deste grupo não é sequer mencionado na notícia, pelo que se deve entender que não virá no relatório. Não deixa de ser "estranho", já que na cidade capital de distrito onde vivo há significativas manifestações gráficas desta organização comunista extremista, sendo mesmo do "conhecimento geral" quem a ela pertence, onde se encontram regularmente e que actividades levam a cabo.
tags:
publicado por Afonso Miguel às 14:41 | link do post | comentar