Só merda

Querem saber a merda de regime em que estamos metidos desde as abriladas de 74, para o caso de ainda não terem dado conta? Ponham os olhos na assembleia da república, investiguem por que razão recusaram um voto de pesar a Couto Viana e tentem explicar a alguém com os alqueires bem medidos por que raio era traidor à pátria quem defendia a aglutinação entre Portugal e Espanha. Por entre demências, também elas mais ou menos merdosas, que destilavam ódio à humanidade, um homem que diz não se poder confiar em Deus e que na mesma frase afirma que Deus foi inventado por nós, não pode ser amado pelos homens a quem tem um desconfiado desprezo, ainda menos pelos da mesma nação. Mas isso seria num país normal, em tempos normais e com o império da sanidade mental. Hoje, só há merda e obrigam-nos a viver mergulhados nela...

publicado por Afonso Miguel às 22:24 | link do post | comentar