Sobre o fim dos direitos dos animais

Querem roubar os das crianças, sujeitando-as a dois pais ou duas mães, e hão-de querer também quebrar os dos animais de estimação ou da quinta da avó. É zoofilia, tão natural como a sua sede, elevada a amor regulado pelo Estado. Só me pergunto é quem é que vai perguntar ao animal pelos seus legítimos sentimentos e boas intenções... É que se tem direitos, há-de ter razão, poder de escolha e deveres matrimoniais a cumprir!

Contudo, sem expectativas tão exageradas, eis uma aterradora visão de futuro, pela pena do JSM: "A minha vizinha quer casar", no Interregno.
publicado por Afonso Miguel às 00:51 | link do post | comentar