Soma e segue: D. João Miranda (Porto) defende "Nova Ordem pastoral" com "menos ritos"


 


O Bispo Auxiliar do Porto presidiu - é este o termo modernista - à peregrinação internacional de Julho do Santuário de Fátima. Na homilia da vigília de dia 12 (ontem), D. João Miranda defendeu uma "Nova Ordem", não apenas a nível político internacional, o que pode ter múltiplas leituras, mas também para a Igreja! O bispo dirigiu-se ao povo nestes termos:


 



Também para a Igreja é precisa uma Nova Ordem pastoral, que se exprima em acolhimento, respeito, desprendimento, mais partilha de bens, comunhão e paz, mais Palavra de Deus e menos ritos. A Igreja, nós, não podemos enredar-nos em pormenores, mas temos de atender as pessoas e a não ter medo de anunciar um evangelho difícil, mas que enche as medidas do coração”. (fonte: Sala de Imprensa do Santuário de Fátima)



 


Ora, isto também pode ter múltiplas leituras. Fica à vossa consideração. Em todo o caso, e como diria um amigo, é preciso que entre na ordem. E eu acrescento que talvez fosse melhor que saísse dela...

publicado por Afonso Miguel às 21:47 | link do post | comentar